Histórias de amor (ou não) com os coletores menstruais e absorventes de tecido!
Você tem um relato e gostaria de compartilhar? Envie para nós!

“Todos os motivos do mundo para usar! Mudou completamente os meus ciclos e a minha vida. Sei que é um depoimento muito pessoal, mas vale a pena me expor dizendo que sempre sofri muito com cólicas e enxaquecas, desde os 8 anos quando veio o meu primeiro ciclo menstrual. A ponto de desmaiar várias vezes na rua. Só sei que sumiu tudo depois do coletor menstrual. Meus ciclos que eram intensos por prolongados 7 dias, a ponto de só usar absorvente noturno mesmo durante o dia, hoje duram 3 e com fluxo bem reduzido. Sim! O coletor menstrual revolucionou a minha vida!!
O conheci há aproximadamente 4 anos quando estava grávida e buscava alternativas ao uso de fraldas descartáveis para o meu bebê. Foi aí que conheci o Morada da Floresta. E foi aí que tudo começou. Uso há 3 anos e só lamento não ter conhecido antes, pois teria me poupado muito desconforto durante tantos anos. A minha adaptação foi simples e fácil. Uso durante todo o ciclo e as atividades físicas ficaram muito mais tranquilas, pois antes do coletor eu praticamente ficava “de molho” já que nunca me adaptei aos absorventes internos.”

Letícia Amaral – 14 de Janeiro de 2015

 

Minha amiga de Portugal que é cicloturista me informou sobre esse assunto e fiquei muito curiosa, feliz ao comprar o coletor e adorei o resultado. Ufá !!! hehehe. [uso há] mais ou menos 6 anos. Sempre não gostei do O.B. e do absorvente, pois me senti desconfortável durante um esporte ou uma aquática. Comecei a usar o coletor, não me acostumei, me esforcei para usá-lo muito, melhorei, relaxei ao utilizar o coletor facilmente. Basta se adaptar bem, ter paciência. Faço esportes ou provas com ele é ótimo!!! Tiro o coletor até cada 4 horas até 3 dias e uso absorvente de algodão durante o sono. Depois dos 3 dias até cada 2 horas fico tranquila. Sim, é importante utilizar um coletor menstrual, pois respeitamos a natureza, economizamos o dinheiro, não temos alergia nem desconforto. Experimentem!

Raquel Amaral, 31 anos, triatleta – 24 de dezembro de 2014.

“Na verdade, não me lembro exatamente como fiquei sabendo da existência dos coletores. Quando ainda morava na Europa eu tinha visto algo sobre eles, acho que no Facebook mesmo. Achei muito interessante mas “estranho” e simplesmente não procurei saber mais. Só fui atrás mesmo quando voltei ao Brasil e depois de um tempo que me envolvi com o movimento do parto humanizado é que vi que muitas mulheres usavam e resolvi que um dia ia usar. Mas mesmo assim demorei para começar a usar. Fazem 3 meses que uso. Acredito que ainda estou me adaptanto. Há dias que funciona muito bem, outros em que tenho que tirar e colocar novamente porque ou me incomoda ou vaza. Mas o saldo é bem mais positivo que negativo.
Uso normalmente nos dias de mais fluxo, ou seja, uns 4 dias.
Recomendo! Mas as pessoas ainda acham estranho quando eu falo que deixei de usar absorventes e só uso o copinho. Não conhecem e acham estranho ter algo dentro. Algumas colegas que começaram a usar na mesma época que eu também gostam muito e recomendam!
Estou satisfeita com o produto e por mais que eu ainda estou me adaptando, acho que é mais uma falha minha que dele. Estou livre de absorventes e economizando bastante! Já praticamente paguei metade do coletor com o que eu gastaria com absorventes! Super recomendo!
Bruna Moreno, 27 anos, estudante – 23 de dezembro de 2014
Através de amigas que usavam há algum tempo [conheci o coletor]. Eu não conseguia achar ok a ideia do uso de absorvente industrializado e quando umas amigas relataram que a adaptação era muito tranquila fiquei bem interessada. [uso] Há 1 ano e três meses. [minha adaptação foi] Muito boa! Nunca tive problema com o coletor. Dores, problema para tirar ou colocar. Desde o início fiquei totalmente satisfeita. =)
Uso praticamente durante todo o ciclo. 
[recomenda o uso?] Super! Foi uma das melhores escolhas que fiz na vida!”
Adriessa Oliveira de Souza, 32 anos – 22 de dezembro de 2014
Descobri o coletor através de propagandas que surgiam como sugestão no Facebook, fui pesquisar e saber um pouco mais sobre, e vi que essa era uma boa alternativa já que eu menstruo muitos dias, e o absorvente me deixava incomodada, e não conseguia colocar o O.B. de nenhum jeito. Mas fiquei com um pouco de receio em comprar e não conseguir colocar, pois pensava “nem consigo colocar O.B. e tal”. Dai, esse ano uma amiga minha da faculdade começou a usar e através da sua experiência me senti segura para comprar, desde então uso o coletor há 7 meses.
No início tinha muita dificuldade para retira-lo, e fazer a troca em outros lugares que não fosse a minha casa e tomando banho, mas no terceiro ciclo já estava habituada a manusear o coletor de qualquer forma, e a troca era bem rápida. Para mim era inacreditável um absorvente não vazar, pois menstruava em grade quantidade e sempre vazava com os absorventes tradicionais, mas com o coletor não vazava pela quantidade de menstruação, vazava apenas nos primeiros meses por conta da posição, ainda não estava habituada a colocar da forma correta. Normalmente costumo menstruar de 6 a 7 dias, mas com fluxo intenso apenas em 4 dias, por isso costumo usar o coletor apenas nos dias de fluxo intenso, nos outros uso o absorvente de pano que também é bem confortável.
Recomendo o uso do coletor pois ele não vaza se colocado da forma correta, não sinto absolutamente nada quando estou usando, e não dói pra colocar e nem pra tirar. Além disso, acho ele muito higiênico, e a menstruação não fica fedida como fica no absorvente tradicional. Acho também que o uso do coletor me levou a um melhor auto conhecimento da anatomia do meu órgão sexual, e ainda dá pra usar o sangue pra adubar as plantinhas.
Mayara Custódio, Obstetriz – 22 de dezembro de 2014
Vim contar a minha história de amor com meu coletor menstrual.
Eu já tinha ouvido falar de coletores menstruais há alguns anos (especialmente o mooncup). Isso porque fiz graduação em Biologia, então geralmente as pessoas tem a cabeça mais aberta para certos tabus. Conhecia algumas poucas pessoas que usavam e sempre ficava naquela de procurar saber mais, mas sempre enrolando. Até que um dia uma conhecida postou algo no facebook incentivando as pessoas a usarem o coletor, e foi daí de fato que eu comecei a pesquisar tudo que foi possível sobre coletores. No final das contas, encomendei um MeLuna M soft com a bolinha embaixo.
Ele chegou enquanto eu viajava e a minha primeira oportunidade de testá-lo foi na virada de 2013/2014. Comecei com a dobra em “C”, que acredito ser a mais comum. Claro no começo demorava um pouquinho pra colocar, ainda me adaptando, mas diria que tive uma adaptação bem rápida, se for comparar com outros relatos que eu vejo. No segundo ciclo eu já estava totalmente confortável!
A coisa que mais me impulsionou a comprar o coletor menstrual foi a questão da sustentabilidade, porque a quantidade de lixo que geramos com absorventes é surreal! Mas quando você começa a usar de fato é que percebe que ele não apresenta NENHUMA desvantagem em relação aos absorventes! Em termos de dinheiro, conforto, saúde, meio ambiente e o que mais vier a usa cabeça, ele é melhor.
Eu sempre digo que o coletor é TÃO bom que chega a ser ruim, porque eu simplesmente não sinto que ele está lá dentro e às vezes acabo esquecendo haha.
Acho que mais ou menos no meio desse ano eu descobri um vídeo que mostra váárias dobraduras possíveis pro coletor e parei de usar a “C”. Agora uso uma que não lembro o nome, mas é basicamente dobrar a borda do coletor pra baixo, assim a parte que vai ser inserida fica menor.
Além disso eu também descobri que posso tirar as inevitáveis manchas de sangue com água oxigenada 3%. É ótimo! Ele fica como novo.
 Bem, isso é realmente tudo que eu tenho pra fala sobre meu coletor que eu tanto amo! Espero que tenha ajudado
 
Michele, 23 anos – 19 de dezembro de 2014

[fiquei sabendo] Através de amigas que vendiam zines e outros produtos e materiais com foco em autonomia de vida nas banquinhas e “distros”. Uso há uns 5 anos já. Adorei ver meu próprio sangue e lavar meus abios. Me deixou com uma sensação de carinho para comigo. até tirava fotos dos desenhos que se formavam. Na verdade uso o coletor menstrual e no fim da menstruação coloco os abios para receber aquele restinho de secreções. prefiro assim do que usa-lo desde os primeiros dias do ciclo. Sim recomendo o uso; recomendo que tenham pelo menos 2 ou 3 abios para poder realizar uma troca constante, lavar, etc.

Francis, 31 anos, musicista – 18 de dezembro de 2014

Fiquei sabendo da existência na Casa da Lagartixa Preta. Tive curiosidade e conversei com algumas pessoas e li a respeito! Uso tem pouco tempo, minha adaptação foi boa, nem sinto que estou usando (confesso que a primeira vez que fui retirar sofri pra kraleo, rs) mas já peguei a manha. Não utilizo durante o ciclo todo. Recomendo, falo sobre, inclusive tenho 2 amigas interessadas.
Obrigada por ser uma pessoa linda que me faz ver que o mundo realmente pode ser melhor!

Carolina Santos, 33 anos, secretária executiva – 18 de dezembro de 2014

Uma amiga já usava e me mostrou como era. No começo achei um pouco estranho e sei lá diferente de tudo que nos dizem. Mas o coletor revolucionou a relação com a minha menstruação. É simplesmente fantástico! Por tudo. Pela praticidade, por nos conectar ao nosso próprio corpo, por nos fazer nos tocar, entender e ver melhor nosso próprio fluxo e a vida que ali corre. Além, é claro, do enorme lixo que os absorventes descartáveis produzem e a possibilidade de usar minha menstruação como adubo da hortinha de casa. Tinha gana de mudar mesmo, por acreditar que não faz o menor sentido usarmos ou uma coisa interna que nos estupra constantemente ou uma fralda, ambos recheados de químicos que com certeza nos fazem muito mal. Uso o meu coletor há 6 anos e nunca tive problemas com ele. No começo você precisa se acostumar e pegar a manha de colocar e tirar – como tudo na vida quando estamos aprendendo. Depois que pegamos a manha, lindeza total. Como ele se encaixa perfeitamente nas paredes da vagina é perfeito e não dá nem pra sentir a sua presença. Como meu fluxo é pequeno tenho que ficar me lembrando: ei, tu ta com o coletor, vai esvaziar! Adaptação foi super tranquila e divertida na real. Utilizo todos os meses, durante o ciclo inteiro. Já pratiquei diversas atividades físicas – bicicleta (grandes distâncias), natação, yoga… Sem o menor problema ou incômodo. Ruim mesmo são os plásticos que teimamos em continuar usando. Algumas de nós, pelo menos.Super-ultra-mega indico o uso do coletor menstrual. Que a relação com nosso próprio corpo continue se revolucionando, a medida que nos permitimos nos conhecer mais. O coletor é um bom caminho pra isso 🙂

Titi, 27 anos, autônoma – 18 de dezembro de 2014.

Oi, tenho 26 anos e uso o copo de silicone durante meu período menstrual. Estou muito satisfeita, apesar dele já ter vazado no meu dia com maior fluxo e ser um pouquinho difícil de retirar quando se está sem unha comprida. Ainda acho que compensa muito, pela economia que se faz não comprando absorventes descartáveis e pelo aspecto sustentável. Dá um certo alívio saber que não tem algodão sujo com seu sangue por aí, poluindo o meio ambiente.

Renata Benevolo, 26 anos, revisora e redatora – 17 de dezembro de 2014